Cafés, poemas e saudades

As noites se tornam tão frias quando eu não tenho sua xícara de café ao lado da minha.

Quando as ideias se dissipam e se mesclam com o aroma dos grãos que nos abraçavam enquanto nossos olhos se beijavam por toda uma madrugada.

Sem falar dos corpos, corpos estes que eram puro embolo, cheio de nós e cores, e listras e gostos.

É engraçado como todas as manhãs desde que você se foi jamais amanheceram ensolaradas novamente.

Agora passo meus dias olhando pela janela, escrevendo poemas tristes e imaginando por onde seus pés caminham que não mais é no parapeito de minha alma.

Sei lá, aonde quer que você esteja, você deve estar bem, mesmo longe de mim e de todas as obras de arte que nós criamos juntas.

No fundo da gaveta esquerda ainda há brincos seus, existe uma rosa murcha num vaso seco e um novo pires foi comprado, só para cimentar a saudades de você que eu sinto.

Obrigada pelas inúmeras xícaras de café e das conversas malucas sobre alienígenas e as bizarrices do universo.

Eu e minha loucura sentimos sua falta. Com amor, sua eterna poetisa solitária.

11 comentários sobre “Cafés, poemas e saudades

  1. eu costumava gostar de escrever sobre amor. não que eu não goste mais, mas há algum tempo eu não consigo sentir mais nada.
    uma vez eu li uma frase que dizia que era melhor sofrer do que não sentir nada. ao mesmo tempo que me parece uma grande bobagem (quem quer ficar sofrendo????), fico pensando que a falta de sentimentos em mim me impede de criar mais coisas, na vdd me toquei disso agora. quando a gente sente é muito mais fácil criar. parece que as coisas não tem mais emoção, apesar de me sentir mais feliz hoje do que quando de fato sentia algo. é muito contraditório tudo. mas eu queria sentir, ter meu romantismo de volta, isso me incomoda, mas não é uma escolha.
    bah, lindo post

    Curtido por 1 pessoa

    1. Essa coisa de sentir é foda. Eu geralmente sinto muito e sofro muito, não por amor mas pelas questões diversas da vida. Minha escrita é mais fácil e muito mais fluida quando eu estou triste ou depressiva, gozado né?
      Quando eu escrevo algo romântico é tudo fruto de minha memória de cenas e fatos que ocorreram a anos atrás ou mesmo ontem com alguma garota ou alguma observação que eu fiz com relação a alguma pessoa na rua.

      Mas existem outras maneiras de possuir inspiração sem precisar sentir nada, basta abrir os olhos e observar ao redor de você. Em breve trarei alguns post de dicas de escrita que poderam lhe ajudar. Ah, os desafios literários são uma boa opção de exercício de escrita também. Ontem foi o último dia do desafio que eu promovi aqui. Espero que você possa participar dos próximos que viram.

      Aliás, seja muito bem vindo e volte sempre que seu tempo lhe permitir. Ótimo final de semana!

      Curtido por 1 pessoa

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s