Me leia, despreze e me queime

Estou posta aqui como flores em vasos compridos

e cartas com destinatários ilegíveis.

Tudo o que eu busco é um sorriso perdido,

do modo que o mesmo pouse na simplicidade das coisas gratuitas.

Um par de olhos me enviaram raios,

raios fragilizados e sofridos.

Quantas percas de desejos nos forçaremos a ter

até que possamos dizer aos outros

que desejamos repousar em seus sorrisos?

A chuva escorre sobre meus pés,

lambuzando de terra meu corpo semi-asfaltado.

Questiono-me,

até que horas poderemos burlar as crateras emocionais que nos impomos?

Vaso com flores e cartas,

te envio partes de mim num todo,

para que me abra, folheie, despreze e me queime.

 

Um comentário sobre “Me leia, despreze e me queime

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s