Pombos e restos intestinais

Observo os restos de alguém ao chão
Enquanto alguém sonha acordado ao relento
Bem ao lado do vômito frio.

Pés e mãos vêm e vão
Enquanto pombos beliscam lixo biodegradável.

De segundo em segundo a temperatura cai
Juntamente com a garoa fina.

Alguém me aborda e diz:
Sou GreenPeace!

Não sorrio. Não largo meu bloquinho,
Digo apenas: tenho dezessete anos irmão.

Observo meticulosamente patas e bicos
Em trabalho conjunto,
Limpando os restos intestinais de alguém ao chão.

Bengalas de aço fazem teque teque…
Uma carroça de aço é reabastecida com sacos de lixo
Cheios de embalagens industriais e alimentos
Frutos de um desperdício.

Um gole de corote para o corpo
Outro para a alma vazia.

E assim a semana se inicia senhores…

2 comentários sobre “Pombos e restos intestinais

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s