Cartas para, Carolina.

Amor, deixo a testa em rugas e os olhos sedentos, mas não é raiva o que sinto, só por hoje, porém, não tão pouco o bastante, não é raiva o que me inflama.
Soletro meu próprio fôlego com versos decassílabos na esperança de trazer novamente um pouco de tom coral à vida. Os dias passam de forma redundante por aqui, até a poeira que costumava alojar-se em meus poros cai vez por vez em forma de conta-gotas.
Neste exato momento, um feixe de luz atravessa os vitros esparramando-se na leveza de minhas folhas brancas rasuradas. Ouço ao verso de mim batidas em portas sem tranca, dedilhando ossos de mãos nada gentis. Beirando a polpa de meus ouvidos, existem homens peludos e protuberantes, você tem de ver, homens primitivos das cavernas. Sim, primitivos. Homens tão inertes e cinzas como pedras.
Sinto a textura de minhas mãos secas e penso o quão doloroso para sua pele macia e aveludada deve ser aturar meus cascos e calos. Penso também em tua boca, não tão mínima, não tão grossa; na medida. A métrica ideal para meus lábios frios e perturbados.
O meu lado direito cervical dói. O meu tornozelo direito se autoparafusa. O meu lado esquerdo do pescoço salpica. Sou dores físicas. Sou dores, dores extremamente dolorosas!
Um motor se aquece enquanto cospe fumaça de carbono e fogo. Engasgo com o óleo ácido da vida…
Hoje o sol se expôs. Tenho folhas e mais folhas para apresentar num seminário ao cair da tarde receptiva ao temor da noite. Olho o relógio buscando acelerar ás horas. Quanto tempo será que me resta até lhe encontrar pulsante em meus braços?
Sabe, cartas são como flores. Então, por favor, absorva a essência de minha fragrância primaveril e me expire para além destas paredes inacabadas de inverno.

Com amor,
Mãos de Khalo!

3 comentários sobre “Cartas para, Carolina.

  1. Tirei bastante proveito da alegoria(talvez você defina melhor :}) dessas palavras. E pode soar estranho, mas as palavras “Soletro meu próprio fôlego com versos decassílabos” foram as que me soaram mais enigmáticas.
    Take care! ○/

    Curtido por 2 pessoas

Deixe uma resposta para Daniela Galvão Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s