Macacos sem rabo e dedos polegares

Enquanto eu envelheço o meu próprio corpo com o preço da carne as estações vão se modificando e o resgate prometido nunca volta.

E eu tento olhar para o sol sem óculos escuros e ainda assim posso ver que o calor do ar nada tem a ver com os raios solares e sim com o calor dos corpos.

Às vezes sigo filas de modo triste da mesma maneira que outro olhar triste segue filas enormes e eu me canso, mas infelizmente há outras pessoas que apenas seguem em frente aguardando suas senhas serem chamadas.

E alguém me resume o mundo na incógnita buceta da mulher, como se a grande origem começasse nos grandes lábios e o apocalipse terminasse no clitóris.

É difícil apontar para a humanidade mostrando por onde seguir, uma vez que ninguém de fato viu o tal Jesus andando sobre as águas.

E a humanidade tem febre. E essa febre ultrapassa os mil graus celsius.
E ninguém sabe qual a droga envelopada certa para diminuir suas temperaturas.

Dedos são mísseis.
Olhos são bombas.

Você já parou pra observar o som que a chuva faz quando respinga em sua pele?

Não?

Então você ainda não sabe como tirar proveito do mundo.

Um comentário sobre “Macacos sem rabo e dedos polegares

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s