PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6| RETRATOS

Modos subjetivos de se encontrar em frações muito adversas. Vez ou outra desgostamos de nós, noutra, empunhamos nossa melhor máscara para rodopiar em um baile eterno chamado de vida. “RETRATOS“… Desta vez, me fiz em 6 partes para esclarecer uma gama de perturbações que ainda me revestem. E olha que em volta eu tinha as flores, eu tinhas os livros, eu tinha o sol rachando o tampo de meu crânio, mas, nos bastidores, eu possuía latas de cerveja empilhadas em latas de lixo de alumínio. 

LRM_EXPORT_20180506_100905

O relógio marca: 10:55h. A quarta cerveja barata se esvai como suco de polpa. O tráfego faz uma enorme guerra em minhas costas de forma solitária, posso sentir o calor do vento passar pelas minhas orelhas enquanto bebo um joio de trigo já choco pensando em abrir uma dúzia de latas no preço máximo de R$ 2,00.

LRM_EXPORT_20180506_103737

Ao fundo: livros. Nesta biblioteca passei grande parte do meu ensino fundamental. Perdi as contas das inúmeras vezes em que eu “cabulava aula” para passar o dia inteiro lendo os livros em espanhol, as literaturas brasileiras, os artigos científicos , observando os adultos passarem pelas prateleiras sem esboçar nenhum sorriso, sem trazer aos olhos um leve brilho, sem tocar as capas de forma amorosa e digna. Meu primeiro amor as escondidas foi aqui: Biblioteca Municipal Camila Cerqueira Cesar.

LRM_EXPORT_20180506_101334

Era cedo, bem cedo. Mal as flores tinham despertado de seus pesadelos… Me sentei no último degrau. Abri as pernas. Tirei o chinelo dos pés. Olhei para um homem que trazia em suas mãos uma picareta e ele a utilizava para quebrar as telhas de uma casa puída de paredes esverdeadas. Dei um gole longo em algo morno. Toquei com minha mão esquerda o joelho direito de, Carolina. Ficamos em silêncio por milésimos de segundos. Depois nos olhamos, tocamos os lábios de forma sutil uma da outra, sorrimos meio desconcertadas… Bebi novamente observando um homem com sua picareta em cima do que um dia aparentava ser um telhado, firme e sólido.

LRM_EXPORT_20180506_102708

Meus olhos não são modelo. Meu corpo não é modelo. Minha postura não é modelo. Nem mesmo meus poemas são.

Metade de mim são fotografias nada minimalistas em preto e branco, e a outra metade, sou eu em retratos meramente semi-esquecidos.

LRM_EXPORT_20180506_104637

Sexta-feira. Dia de feira livre. Provo uma pequena fatia de morango repleto de agrotóxicos. Dou uma mastigada numa lasca de manga. Olho as batatas minusculas e as desejo em conserva. Como um pastel à moda, carne com ovo e uma azeitona que por pouco não me racha os dentes. Senhoras com mais de sessenta anos passam por mim e tentam identificar que tipo de ser humano sou. Passo rapidamente pela barraca de peixes e pulo um caixote de alface. Pergunto o preço de uma borracha de panela de pressão. Dois homens homossexuais com as unhas compridas e os cabelos enfestados de caspa comem pastéis de carne com molho de alho. Corro até o mercadinho mais próximo e gasto vinte reais em cerveja antes do meio-dia.

LRM_EXPORT_20180506_101952

Retrato a mim mesma de uma forma crua. Cuspo saliva acumulada no céu da boca com gosto de vinho barato e cigarro que nem rato fuma. Aos poucos vou juntando os dejetos que por mim se esvaem. Grito de forma muda. Grito de forma muda. Grito de um jeito que somente meu coração me ouça. Tenho minha própria carne salgada de sol. Tempero a janta com lágrimas de cisne. Quem poderá ouvir meu uivo perante a uma imensidão de sombras e pântanos?


PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6| RETRATOS

EDITORA: SCENARIUM PLURAL

PARTICIPAM DESTE PROJETO: Lunna GuedesMariana GouveiaObdúlio Nunes Ortega

10 comentários sobre “PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6| RETRATOS

  1. Muito interessante esse projeto. Às vezes, tenho até receio de revisitar algumas fotografias, acho que não gosto de me ver em terceira pessoa, é complicado demais… Gostei da forma como você interpretou as imagens, às vezes mais descritiva, em outras mais poética. Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Todos nós temos uma penúmbra que nos permeia e que tapa o sol…
    Fui rato de biblioteca e quantas manhãs, tardes e noites me deleitei ao encontrar algum livro interessante para ler…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Amo muito seguir o seu blog! Suas imagens contam histórias, até mais que as expressadas pelas palavras, o olhar, o gesto, você captura os momentos de uma forma muito incrível!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta para angustiasdeumamentesa Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s