NOVOS AUTORES

Olá, Escritores!

Acabo de voltar para casa após ficar alguns dias em leitos hospitalares. É gozado a forma como a vida se torna frágil e amedrontadora quando tudo o que você tem a sua frente é soro que pinga em suas veias e gritos de senhoras que possuem 80% do corpo quebrado. Ao menos eu tinha um novo livro para ler: Sobre o Amor, Bukowski . Um ótimo livro que me levou a crer que ainda há esperanças na vida, no amor e principalmente nas novidades literárias.

Sendo assim, os autores desta semana são:

Ally de Oliveira – Sobre quem (não) vai embora

Aquela Fer de quem falei
Aquela que (N)anda de jeito bonito
Eu a vi chegar
Eu a vi ficar
Mas, quando ela se foi não houve despedida
Não houve “Adeus”
Não houve “Tchau”
O que aconteceu afinal?
Pensei certa vez que aquela vez nunca seria a última
Pensei que tornaria a vê-la
– aaah, que besteira!
A gente é tolo sempre acreditando que há amanhã
Que pode deixar para amanhã
Que resolvemos amanhã
Mas, e se o amanhã não for tempo suficiente?
Descrentes da possibilidade de dar errado
É que temos o fracasso
Não houve um “amanhã”
Não houve uma “outra vez”
E então, nunca mais vi aquela Fer
Nunca mais vi aquele (N)andar
Nunca mais vi o sorriso de inexperiente
Nunca mais vi o jeito discreto
Daquela contadora de histórias
E poesias
Que me fascinava
E olha que nas vezes em que voltei onde sempre nos encontramos
Eu a buscava! Buscava! Buscava! Mas…
Ela já não mais estava
Havia tomado outro rumo
Ou talvez o “outro rumo” fosse aqui
Ela havia ido para onde deveria ir
Foi para a vida
Foi caminhar mais por aí
Me orgulho de dizer
“Ela passou por mim e me cultivou o prazer de prosear sobre quem fica, quem vai, quem caminha, corre, escorrega, cai… mas, da estação deste coração nunca mais sai”.

PARA ACOMPANHAR O TRABALHO DA AUTORA:

FACEBOOK


Hectors Oliveira – À K. toda poesia

Uma certa tristeza se instala no meu coração a cada tarde junto de K.. Não é um sentimento súbito, mas um leve entorpecimento; um fio de tinta que começa a tingir aos poucos uma água que corre devagar. Uma amargura possui-me aos poucos. Sinto meus olhos arderem quando tento entender o que mudou da boca de K. pra dentro, já que dela pra fora só saem coisas que meu ego precisa ouvir. Coloco o ouvido sobre seu peito na expectativa de escutar essa revolução silenciosa que acontece lá dentro. Nada além das batidas… nada. Talvez seja dentro de mim, então. Provavelmente é o fim que dá prenúncios de sua chegada. Não o esperava tão cedo. Não o quero. Não o posso suportar. Daí essa tristeza. Daí meus olhos marejados. O frio na barriga. Quero beijá-lo enquanto dorme. Um beijo terno, úmido das lágrimas que derramei para que reguem nossos últimos amores.

Já não sei conviver com essa ânsia de choro, essa lágrima dependurada na comporta dos olhos. Sinto enjôos constantes; quero vomitar todas essas borboletas. Não sei se consigo vê-lo sair pela porta outra vez e manter a compostura. Sinto-me tentado a jogar-me ao chão, abraçar suas pernas e soluçar em seus joelhos. “Fique. Pelo amor de Deus, fique aqui comigo.”. Jogado assim quero sentir o toque meio seco de seu indicador em meus lábios, ser consolado com um cafuné, dormir em seu peito e não me preocupar com a hora de acordar. Quero que o medo do fim dê lugar à coragem de exigir do destino um amor digno; onde o tempo é contado por cada beijo e não por essas malditas horas. Quero arrancar as pilhas da tarde para que ela não escureça e que o sono de K. não acabe. Que ele durma até que as marcas do choro se apaguem do meu rosto. Que ele só veja o sorriso e a força de quem o ama, nunca a debilidade do meu íntimo verdadeiro.

PARA ACOMPANHAR O TRABALHO DO AUTOR:

BLOG


Simone de Andrade – Entre teus lábios 

Entre teus lábios…

Salivo o gosto teu. Boca com boca em um suspiro só!

Entre teus lábios, a resposta! Encontro-me.

Beijo que arrepia queimando a alma!

Verão se faz aqui dentro.

Entre lábios, prazer, sussurro e gem

O doce encanto!

Íntimo contato, leve, suave… Quase brisa, que abrido!

Conforto que amortece.

Verbo beijar, que permanece!aça!

Me faz querer constantemente ficar!

Entre teus lábios!

PARA ACOMPANHAR O TRABALHO DA AUTORA:

FACEBOOK – INSTAGRAM


 

Se você também escreve e gostaria de ter seu trabalho divulgado aqui no blog para que outras pessoas possam ler, deixe sua mensagem nos comentários e eu ficarei feliz de poder compartilhar aqui toda a sua arte literária.

Durante todo o dia de hoje os autores aqui apresentados terão seus textos divulgados no Instagram Stories no perfil: @a_estranhamente

Até a próxima quinta-feira às 13:00h com mais três novos autores inéditos!  

 

 

3 comentários sobre “NOVOS AUTORES

Deixe uma resposta para P. R. Cunha Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s