Se eu pudesse escolher viver em um livro

Não faço ideia. Não há nada em específico por mais que eu já tenha lido uma quantidade razoável de livros nesses vinte e sete anos. Mas uma coisa eu tenho certeza, jamais iria querer viver em um livro de fábulas ou infantil.

Na verdade, sempre preferi uma aproximação com a realidade. Gosto particularmente dos livros que o protagonista tem a vida sofrida, que não há muitas vezes o que comer e tudo o que ele tem é a solidão como um meio de subsistência. Talvez, por questão de aproximação com a minha solidão de estimação eu prefira personas e enredos que se assemelhem a minha vida e a minha escrita. Acho também que livros muito bem escritos e muito bem estruturados seria um dos quais eu repousaria meu corpo em uma cama imaginária. Quem sabe um livro de poemas que não falem sobre o amor. Ou talvez, um conto russo regado com muita vodka.

Livro por livro. Ao menos que seja algo que eu possa ser eu, sem que ninguém me mate por ficar desinteressante antes do final da história.


PROJETO MARATONE-SE DE OUTUBRO

6 comentários sobre “Se eu pudesse escolher viver em um livro

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s