Silêncio

Tateio o céu de minha boca e meu cérebro coça. Os tímpanos se fecham e algumas palavras ficam turvas.

Desesperada.
“Grita alguém”

Olhos correm apressados junto com os trilhos estáticos. As retinas chega brilham de tão focadas que estão no vazio de sua própria existência.

A entoação da voz sobe.
Mais uma vez soa, “Desesperada”

Sapatenis preto. Calças azuis e blusa camuflada.

“Silêncio”.

6 comentários sobre “Silêncio

Deixe uma resposta para Maria Vitoria Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s