Eu mulher, existo e resisto

Eu mulher nem sempre fui minha própria morada,

tive medos, angústias, receios

Habitar em mim era desesperador

Mas eu existo, e me reencontrei

fiz de meu corpo meu próprio lar

me encontrei em cada palavra de meu pensamento que saiu e se tornou poesia

me encontrei quando deixei de lado padrões sociais, para ser eu mesma,

para ser minha essência de ser,

ora frágil, ora forte

ora cruel existir, mas sempre resisti

Me entreguei de corpo e alma a mim mesma

meu ser com meu olhar intrínseco sobre a natureza

sobre a beleza oculta

me fez enxergar luz em cada linha do horizonte

A realidade me era cruel

ousei muitas vezes fugir

mas no meio do fugir, logo ali

no caminho a se seguir

eu me encontrei

peguei na mão de minha sombra que sempre esteve comigo

e disse a mim mesma

eu mulher, existo e resisto e permanecerei firme

no meu sentir, em minhas palavras enraizadas perante poesia qual não há limites

percorre meu corpo, mente, alma e espírito

sou minha mulher

Autora: Andressa Alves



Andressa, 22 anos, nascida no interior de Minas Gerais, em uma cidade histórica chamada Paracatu. Atualmente sou estudante de Psicologia.
Desde pequena sempre tive gosto pela leitura, me encantei por professoras as quais sempre me incentivaram a ter a leitura como um lar. Me abriguei em livros, poesias e em desenhos, mas o gosto passou a transbordar a partir da adolescência, onde sofri minhas primeiras desilusões, tive que encarar perdas e o sentimento de impotência diante da realidade presente em minha vida. As palavras desde então começaram a fervilhar em minha mente, saltitavam, talvez em busca de alívio, talvez em busca de me encontrar. O meu sentir é intenso, até as palavras que por ora são abundantes, às vezes parece que se tornaram escassas para o que eu sinto. A arte tem me salvado em meus piores dias e fiz dela meu refúgio, meu acalento. Escuto Chico Buarque, danço com Led Zeppelin, vou para outro mundo com o instrumental. Sou triste, ora feliz, sou poesia em cada parte de mim.


5 comentários sobre “Eu mulher, existo e resisto

  1. Meus mais entusiasmados parabéns, Andressa. Já tinha notado a sua veia poética, mas essa poesia, saindo das entranhas, tão visceral, e ao mesmo tempo transcendente, realmente surpreendeu-me muito. Siga neste caminho, pois antevejo coisas bonitas pra vc. Sucesso! 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻😘

    Curtido por 1 pessoa

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s