MEU PODER

Flores são apenas flores

Não aliviam minhas dores

O gosto doce do chocolate

Não conforta a dor que me bate

Sou mulher e sou forte

Forte de verdade, sou resistência

Eu não espero por sorte

Sou dona da minha existência

Faço, refaço, desfaço

De fato aconteço

Sem perder o compasso

Meu caráter não tem preço

Eu nasci para vencer

Não para ser vencida

Pra fazer e acontecer

Sou senhora da minha vida

Me visto! Existo! Resisto!

Valorizo o suor do meu rosto

Insisto! Persisto! Conquisto!

Minhas batalhas de agosto

Sim, eu sou da luta

Minha arma é o verso

Disparo na sua conduta

Abalo o seu universo

Luto pra ser, e sou

Sei aonde vou e o que quero

Mil tropeços, e aqui estou

Me ergo e me empodero

De braços abertos no sertão

Onde eu aprendi a rezar

Nunca falto à minha oração

Permito-me acreditar

Acredito na minha fé e na cultura

No meu jogo de cintura

Na minha capacidade

Sou humana, sou de verdade.

Autora: Janayna Oliveira


Janayna Bernardino de oliveira, nascida no dia 20 de março de 1989, em Natal/RN, é formada em Gestão de comércio pela Universidade Potiguar. Amante da leitura, desde criança adquiriu o hábito de escrever nas horas vagas sobre temas diversos. Atualmente é dona da página “fragmentos_demim” no instagram, onde posta textos não autorais.


2 comentários sobre “MEU PODER

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s