Sergio Moro e Globo, os heróis do Brasil.

Por, Pedro Parker

Nas últimas semanas, o cenário político brasileiro voltou a estar inflamado, mensagens entre o juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, foram reveladas a público. As conversas que foram feitas no aplicativo de mensagens Telegram, deixam claro que a relação que o juiz e o procurador mantinham era próxima, colocando por sua vez em xeque a maneira de como foram feitas as investigações no caso do ex presidente Lula. As mensagens divulgadas pelo portal The Intercept, pelo premiado jornalista Gleen Greenwald, dono de um prêmio Pulitzer, que seria o óscar do jornalismo, trazem Moro dando dicas de como Dallangol deveria se portar ou até mesmo, quais os caminhos percorrer para conseguir vencer Lula na justiça, mostrando-se assim, um quase assassinato ao código de ética dos juristas. Moro errou ao tramar e não mostrar ser um juiz imparcial no caso, a OAB já se pronunciou recomendando que o mesmo peça exoneração do cargo.

O fato vem à tona para colocar mais água no champanhe do governo bolsonarista. Moro, que nessa atual gestão já foi nomeado ministro da defesa e logo tão pouco já se retirou, se vê agora com a imagem arranhada, pois sua credibilidade começa a ser questionada. Ele que sempre foi tido como um homem inabalável, agora parece já não ter mais o status de “Superman brasileiro”.

Sérgio Moro ficou conhecido nacionalmente ao liderar a famosa operação Lava Jato, que tinha o intuito, pelo menos essa era a ideia que propagavam, de acabar com a corrupção do país. Na época, ele travava uma luta judicial contra Lula e queria a qualquer custo prender o ex-presidente (se fosse antes das eleições melhor ainda), por uma suposta corrupção e lavagem de dinheiro. Moro revelou então, áudios em que Dilma ligava para Lula para nomeá-lo ministro da casa civil, evitando assim, um processo. O problema é que o juiz não tinha autorização para tal ação, acometendo então, em uma postura errônea. Então, a rede Globo foi a primeira a obter os áudios e a propagar em quase todos os seus telejornais, colocando em segundo plano a então ação errada do juiz e focando apenas no contexto em que Dilma e Lula estariam tramando planos maléficos contra o juiz e que o mesmo teria “caído de pé”, nessa suposta luta do bem contra o mal.

Ao ter o apoio da rede Globo em quase todas as coberturas jornalísticas, Moro logo se tornou figura unânime, caindo nas graças do povo como um herói, que lutaria contra a corrupção sozinho se assim fosse, mesmo contestado por vários juristas por sua clara imparcialidade. Nesses últimos dias em que se viu “ferido”, o tal “Superman”, novamente resolveu desconversar de que as mensagens trocadas não teriam nada de errado, mas que o problema em si, eram como elas foram captadas, esquecendo de que ele mesmo já fizera o mesmo no caso do ex presidente.

A Globo por sua vez não perdeu tempo, já que ela se mostrou do lado do juiz nas coberturas da Lava Jato, estaria também do lado da verdade agora novamente, ou seja, do lado do seu “herói” da justiça. Quase todas as reportagens que envolvem Moro e as mensagens, o foco sempre se baseia na tal operação de Hackers, que invadiram a conta do juiz e que ameaçariam o país inteiro, colocando em xeque talvez um ataque cibernético, mas deixando de citar, o caráter e a imparcialidade do juiz.

A rede Globo se diz do lado povo e sempre estará atrás dos fatos, mas pelo que se vê isso não tem acontecido, o que vemos até então, é uma lealdade tremenda entre os “heróis” da nação. Moro e rede Globo unidos, um em defesa do outro, uma espécie de camaradagem, como Batman e Superman, lutando contra as forças das trevas que querem abalar a democracia brasileira. Isso é apenas o começo, nos próximos dias mais água deve entrar nesse caldeirão fervente, e ai veremos como irá se portar, o “invencível herói Sérgio Moro”.


PARA CONHECER MELHOR O AUTOR: PEDRO PARKER

4 comentários sobre “Sergio Moro e Globo, os heróis do Brasil.

  1. Decepcionante. E irônico: foi atingido pelo mesmo golpe baixo que usou.
    A única tônica que parece constante na vida pública de nossos governantes é o desrespeito à lei e à constituição. Como podemos erradicar a miséria, e com isso diminuir a violência e criminalidade, em condições assim?

    Curtir

  2. A atuação dele é imparcial mesmo em casos anteriores ao mais mediático caso.
    A pessoa pode até não gostar dos acusados, mas espera-se sempre uma atuação justa e imparcial de um juiz, em qualquer q seja o caso a ser julgado.

    Curtido por 2 pessoas

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s