Escritora Maria Vitoria @a_estranhamente

O confronto das emoções

Me rasgo e deixo as vísceras expostas, sem preocupações ou receios de culpa, apenas jogo partes de mim no primeiro sinal de vento que passar e espero que tudo vire uma bagunça mesclada com uma sujeira difícil demais de limpar.

Por vezes, todo esse processo de escrita me causa ânsia. Vez ou outra sou acometida com uma insônia de três dias, porém, no final de cada texto escrito sempre há um pouco de lágrimas para derramar ou uma boa quantidade de insatisfações para acolher meu fragilizado ego.

É tudo um mix, um dia você tem em mãos uma coisa tão sutil, delicada, fácil e leve… Noutra, você tem o pior dos pesadelos infincados bem fundo no meio do seu peito e por mais que você tente retirar um pouco de toda dor, uma lasca de emoção ferrenha se instala em você para sempre.

Ser escritor é sucumbir entre o céu e o inferno literalmente. É dormir em nuvens cercada de anjos e dois segundos depois sentir sua carne queimar num fogo alto e depois degustar pedaços sortidos de sua própria pele. Não tem jeito, em nós tudo muda de lugar, tudo se aloja em lugar proibido. Do nada, as emoções te tomam e quando você se dá conta, você morreu um pouco em cada verso antes mesmo de colocar uma vírgula na última estrofe de sua vida.

Tudo se confronta e tudo pesa. Tudo gira, gira, gira… E nunca volta pro mesmo lugar.


Não quer perder mais nenhum texto postado aqui no blog e ainda receber dicas de livros e novidades sobre o universo literário? Assine a minha Newslatter!

Assinar a Newslatter

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s