Como as deusas da lua

Por, Mara Vanessa Torres

“Mara Vanessa Torres, é a nossa mais nova colunista. Para estrear sua colaboração aqui no blog, Mara nos contempla com seu conto: Como as deusas da lua. Apesar de feito algumas participações literárias por aqui, agora Mara virou nossa mais nova colunista oficial e toda semana vai nos agraciar com uma nova criação literária e também irá escrever sobre arte e cultura no geral, nos saldando com sua opinião a respeito do mundo literário.”

Continuar lendo “Como as deusas da lua”

O erótico dos 3

Era noite, quando os olhos se cruzaram e desviaram-se em frações.

A porta da sala é aberta. Ao notarem a chegada de alguém inesperado, tentam se posicionar de modo normal e recomendado. Havia muitas luzes acessas por quase todos cômodos da casa, mas, uma luz mais amarelada causava aos corpos sentados à cama, uma vontade de sentir a textura da pele, dedilhando com as digitais as partes de um corpo “feminino”.

Continuar lendo “O erótico dos 3”

3 poemas da artista, Adriana Drih Paris

BICHO DE GOIABA

‘Aqui anda bem apertado e o sumo está amargando, sabia?

A massa que sempre me atraiu, anda me traindo e parece que me expulsando dos pequenos espaços que sempre ocupei aqui dentro.

Faz tanto tempo que existo, penso que todo mundo me conhece ou, ao menos, já ouviu falar de mim.

Continuar lendo “3 poemas da artista, Adriana Drih Paris”

6 poemas de, Bárbara Seidel

Agora de hoje em diante serei abrigo constante do meu próprio ser me espero em pódio de chegada e no girar da fechadura me abrigo me visto em minha pele me caibo me escondo e me acho. Sou casa destinatário e remetente ausente e presente desprovido de disfarces sou cada pedra no caminho às vezes em desalinho testando novos encaixes. Vejo um caminho de formigas … Continuar lendo 6 poemas de, Bárbara Seidel