#Sextou

Respira. Respira. Respira. O ar preso na garganta. Chuva. Chuva. Chuva. A boca não não é beijada. Suor. Suor. Suor. Mãos chafurdam o lixo. Come. Come. Come. Gastando dinheiro em balas de goma. Sono. Sono. Sono. Livros aos montes para serem lidos. Ar. Eu preciso de ar. E também preciso destravar a garganta para continuar seguindo. Continuar lendo #Sextou

Geração mordaça

As portas se fecham. O sino soa. Os carros partem. Fujo da plataforma parada. Uma força maior, um impulso, e eu salto rumo a minha liberdade.

Tudo tem a ver com as amarras mentais e no quanto você se castiga e se machuca. A troco de quê? Por quê? Continuar lendo “Geração mordaça”

As guerras que travamos sem necessidade

Os lábios beijados no canto da boca se tornam um oficio da conquista manipuladora. Os olhos são mísseis que obrigam você a entregar a guerra. Às vezes estamos diante da terceira guerra mundial, brincando com a barricada de proteção das propriedades alheias.
Continuar lendo “As guerras que travamos sem necessidade”