Talvez, ser escritor seja uma espécie de maldição!

Olhando pela janela nesse exato momento, fico pensando em todo o processo pelo qual passamos todos os dias e que acabamos nos esquecendo de contemplar. Às vezes, a gente fica tão focado no término do dia, em voltar pra casa e descansar nosso corpo cansado, que nem acabamos nos dando conta que durante vinte e quatro horas a gente fez um zilhão de coisas e viu mais um trilhão de coisas, mas ao final do dia tudo o que importa é o descanso, um banho quente, uma comida gostosa, uma rede social pra relaxar e se possível, um carinho entre pés e lençóis com uma sequencia de sono calmo e profundo…

Continuar lendo “Talvez, ser escritor seja uma espécie de maldição!”

Que tipo de influência nós somos, quando o assunto é depressão e setembro amarelo?

Ontem fui ao mercado comprar maionese pra fazer um patê com mostarda, ketchup e cebola, uma das minhas melhores habilidades culinárias. Nessa de escolher dentre várias opções, acabei também passando no corredor de bebidas alcoólicas e peguei uma cerveja que eu ainda não tinha tomado: “Colorado Ribeirão Lager”; “cerveja clara com laranja”.

Continuar lendo “Que tipo de influência nós somos, quando o assunto é depressão e setembro amarelo?”

Tá todo mundo com falta de afeto no peito, isso sim!

Aparentemente, escrever é um ato libertador. Digo isso, pelo fato de ter voltado a escrever para o blog ontem. Depois de ter conseguido tal façanha, no final da noite voltei pra casa pensando no que eu escreveria hoje pela manhã e o mais legal nisso tudo é saber que mesmo que eu achasse que não, talvez eu tenha muita coisa a dizer sobre um monte de coisa a tempos aqui dentro entaladas.

Continuar lendo “Tá todo mundo com falta de afeto no peito, isso sim!”

Um pouco de ausência e bastante de depressão!

Já faz algum tempo que ando olhando o mundo sem perspectivas. Ainda ando seguindo a mesma rotina, acordando razoavelmente cedo, fazendo alguns trabalhos, indo para estágio e depois pra faculdade. Mas, aparentemente a cerca de duas semanas pra cá, venho passado por essa rotina e me sentindo vazia. Digo isso, porque notei uma perca grande de tesão com relação as coisas que eu vinha criando e faz um bom tempo que não escrevo aqui pro blog ou produzo algum conteúdo para as outras mídias. Por mais que eu esteja todos os dias postando coisas no Instagram, todo santo dia eu olho pra essa rede social e sinto uma vontade enorme de abandonar tudo e fazer um Detox das redes sociais. Parece que absolutamente tudo é tão monótono e tão sem graça, não importa o quão diferente as coisas sejam, tudo é vazio e insignificante.

Continuar lendo “Um pouco de ausência e bastante de depressão!”