Maria Vitoria

Maria Vitoria
Foto por: Carolina Altino

Através de um vômito quente, cuspo minhas fragilidades em forma de poesia, crônica e contos. Escrevo porque os dias cinzas me roubam a sanidade e salgam minha pele negra. Retrato a sociedade de uma forma nada padronizada através da fotografia e prefiro cerveja a café, sempre.

Há vinte e sete anos observo São Paulo pelas lacunas dos esgotos que ninguém gosta de adentrar. No decorrer de linhas enormes e publicações diversas, tornei-me revisora de obras literárias por um acaso já esperado.

Em um ano, Assistente Social como profissão de carteira, porém escritora como amante eterna dos livros.

Desde os sete anos de idade escrevendo de forma torta, meus traços são autobiográficos e jamais são concebidos de uma perspectiva que não seja a partir de uma realidade ferrenha.

Em constante movimento pelo mundo, bebendo para transbordar a mente, filosofando nos butecos mais sujos, amando de forma intensa o frio da cidade cinza.

vomitei um tanto de mim em: meu interior que vos fala, a estranhamente, coletivo, wild nights, mariell’s, clandestinas, que tal um café, ciranda, plural


Onde costumo publicar meu trabalho

página no facebook

instagram

academia de contos

recanto das letras

 medium


“Põe no papel tudo o que sente, mas tira da mente o que te perturba”

Maria vitoria

3 comentários sobre “Maria Vitoria

Comente sobre isso

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s