Como melhorar seu texto literário? Part 1

Rondando pelas mídias sociais e até aqui mesmo, no mundo dos blogs, tenho visto várias pessoas que escrevem um texto qualquer e logo em seguida o publicam, sem nenhuma revisão. Mediante a estas publicações, percebo pelos comentários que os leitores ficam incomodados se percebem muitos erros em um texto, principalmente se forem erros ortográficos ou gramaticais. Por isso, vou expor aqui quais são os principais pontos de revisão e como proceder para garantir maior qualidade para seus trabalhos.

Continuar lendo “Como melhorar seu texto literário? Part 1”
A volta às aulas e a ansiedade

A volta às aulas e a ansiedade

Depois de dois meses longe da habitual rotina, hoje voltei oficialmente para a faculdade. Acordei perto das oito da manhã com o céu cinza e pequenas gotas de chuva. Eu tinha dois contos para revisar e dois módulos da minha especialização em álcool e drogas para fazer. Levantei, desliguei o ventilador, fui até o banheiro e me deparei com os tapetes todos embolados: o maldito gato havia cagado nos tapetes! Os botei pra lavar, mas antes, trucidei o gato com meu mau humor matinal. Me recompus e voltei para o quarto-escritório. Enquanto o computador ligava, rolei os dedos entre as redes sociais para ver o que estava acontecendo. Não sei por que faço esse mesmo ritual toda manhã, abrir o Instagram, verificar quem deu um coração nas postagens, deixar um coração nas mensagens do direct, contabilizar a quantidade de perfis que visualizaram os Storys…

Continuar lendo “A volta às aulas e a ansiedade”
5 exercícios práticos para você escrever melhor

5 exercícios práticos para você escrever melhor

A maneira mais fácil e eficiente para escrever melhor é: Escrever.

Eu sei que por mais que essa dica seja óbvia, sentar e escrever é a melhor solução para todos os seus problemas. Mas lembre-se, apenas escreva se você sentir que está pronto para fazer tal coisa. Caso você se sinta inseguro ou pense que não está pronto mentalmente para colocar sua escrita em prática, apenas relaxe e vá fazer qualquer outra coisa. Vai ler um livro, vai namorar, vai encontrar os amigos e tomar algumas cervejas… Apenas escreva quando você sentir que tem uma necessidade, não uma obrigação.

Então, aqui estão 5 exercícios de escrita criativa que ajudarão você a escrever melhor e ainda trabalhará sua potência  literária.

Continuar lendo “5 exercícios práticos para você escrever melhor”

Borboletas na chuva de, Mara Vanessa Torres

Chove forte. Gotas autoritárias despencam do céu sem bater na porta ou enviar carta de apresentação. Tudo pesa. O ar, a própria respiração, a cabeça, o corpo, a alma. Acima de tudo, a alma; fogo fátuo de nossa crença que derruba sobre os ombros uma tonelada inteira e tudo o que podemos fazer é movimentar as pálpebras de cima para baixo em círculos eternos de paz. Chove do lado de dentro da minha casa. Gastei horas na rua vagando em busca de soluções enquanto o sol reinava quente, auspicioso. A forte luz ofuscando a visão, clareando ideais que nem eu mesma sabia que tinha, apontando caminhos. As estradas já iluminadas são muito mais fáceis de seguir do que empreender uma busca por lamparinas em armazéns velhos, mesmo que essas lamparinas esquecidas produzam uma luz própria, alimentada ou apagada por você.

Continuar lendo “Borboletas na chuva de, Mara Vanessa Torres”

PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | NÓS DUAS

Quando eu paro pra pensar na quantidade de dias empregados num relacionamento, eu fico chocada com a capacidade do ser humano de conviver com outra pessoa por anos consecutivos e ainda assim, acordar a cada manhã como se o outro fosse uma eterna novidade ao invés de alguém chato e monótono.

Continuar lendo “PROJETO FOTOGRÁFICO 6 ON 6 | NÓS DUAS”
Alda Santos

Quando não estou em mim, de Alda Santos

A semana havia sido agitada, meu cérebro trazia uma sobrecarga psíquica enorme, o corpo doía como se tivesse sido castigado, eu andava descrente de tudo, a única coisa que eu tinha certeza era de que havia uma pilha de poemas novos para ler…

Cada poema de, Alda Santos é como uma espécie de viagem que fazemos para dentro de nós e desejamos nunca mais voltar para a superfície da realidade. A autora consegue proporcionar através de poemas e prosas poéticas, um contato diferente com o universo.

Continuar lendo “Quando não estou em mim, de Alda Santos”
Vipassana, de Mara Romaro

Vipassana, de Mara Romaro

Era tarde, porém ainda era dia. Sol a pino, ruas a fervilhar em mares de corpos frescos e sedentos. Peguei o elevador, subi até o décimo primeiro andar, sentei-me em frente à piscina, retirei os sapatos dos pés, os molhei de forma rápida, retirei Vipassana da mochila, olhei novamente para os arredores de mim, deite-me com as costas coladas ao chão, olhei para o sol, me entreguei à leitura.

Continuar lendo “Vipassana, de Mara Romaro”

Carta para meu autor favorito

Buk,

Minha cueca está rasgada na bunda e o tecido da cadeira de plástico faz suar o buraco mais escuro. Há dias venho acordando cedo pra caralho para produzir coisas, editar coisas e falar com pessoas que não conheço. Todo santo dia eu vejo Carolina se vestir de forma apressada entre 6:50 e 7:10 da manhã, enquanto eu tenho os raios de sol inundando minha janela que nunca é fechada durante a madrugada. É sempre o mesmo ritual de calejar os dedos martelando em teclas pequenas, encarar a página em branco, olhar pela janela, obsevar o topo das casas e dos prédios, ouvir os motores arrancando de lá pra cá e beber dúzias de cervejas pretas vencidas.

Continuar lendo “Carta para meu autor favorito”

Qual é a sua maior dificuldade como escritor?

Essa semana eu fiz essa mesma pergunta num grupo só de escritores no Facebook e coincidentemente as respostas foram as mesmas:

  1. Bloqueio Criativo
  2. Publicar um Livro
  3. Divulgar seu trabalho
  4. Encontrar um leitor Beta

Vocês também sentem as mesmas dificuldades sendo escritores?

Continuar lendo “Qual é a sua maior dificuldade como escritor?”