Com amor, seu picolé barato

Carolina, cimento meu próprio estômago com fel amargo para poder encobrir uma devastação gigantesca de incredulidade.

Tudo me cansa, as vezes me sinto vazia como um projétil de arma perdido nas vielas, vez ou outra me sinto vazia como a mente de alguns imbecis.

Continuar lendo “Com amor, seu picolé barato”

As virilhas soam e os sovacos se molham

Os termômetros hoje marcaram 40º e todos, sem exceção, tinham suas almas derretidas bem diante dos olhos de Deus e suas carnes ao ponto para a alegria do Diabo. É engraçado em como dias assim a raiva nos consome até o ultimo fio de nossa sanidade, ficamos feitos leões numa natureza exposta loucos para chafurdar nossos caninos e nossas patas cansadas em cima de algum desgraçado infeliz e menos selvagem que nós. Continuar lendo “As virilhas soam e os sovacos se molham”