Concursos Literários

Para o escritor, uma das tarefas do percurso da escrita é desenvolver estratégias para melhorar sua produção e principalmente, viabilizar meios de estrear ou estourar com a sua obra. Pensando nisso, os famosos Concursos Literários são um dos meios que alguns escritores buscam para trazer desafios a si mesmos e publicar as suas obras, que as vezes, ficam guardadas por muito tempo na gaveta.

Continuar lendo “Concursos Literários”
COMO ESCREVER SOBRE QUALQUER COISA?

Como escrever sobre qualquer coisa?

O que é escrever sobre qualquer coisa?

Todo escritor depois de vencer o medo da página em branco, passa por outra batalha épica que é a tentativa de escrever sobre algo que ele não domina. Alguns vão dizer que não é preciso saber escrever sobre qualquer assunto já que sendo escritor ele tem o dom de escrever sobre um gênero específico e isso já é o suficiente.

“Sou poeta. Então escrever poesia é minha praia e sou ótimo nisso”.

“Sou escritor de ficção. Domino esse universo da escrita melhor do que ninguém. Não preciso saber escrever sobre outros gêneros”.

“Minha habilidade é escrever contos. Até escrevo uma coisa ou outra às vezes relacionada a outras coisas, mas meu dom é escrever contos”. Continuar lendo “Como escrever sobre qualquer coisa?”

5 Dicas para vencer o medo de escrever

A folha em branco e o vazio das ideias criam em nós um medo monstruoso na hora de escrever. Mas o que fazer para superar este medo uma vez que queremos ser escritores?

Ser escritor sugere-se que sejamos o melhor amigo das palavras e que não tenhamos dificuldade alguma na hora de escrever qualquer coisa que seja, porém, bem sabemos que não é assim que funciona. Quantas vezes eu já não passei dias ou mesmo semanas sem conseguir escrever uma única palavra que fosse por medo de escrever algo que não fosse relevante? Ou algo que não fosse bom o bastante? Ou algo que ninguém iria gostar de ler?

Com o tempo eu tive que criar estratégias para trabalhar esse medo na hora da escrita e enfrentar de uma vez por todas a tão temida folha em branco sem que isso fosse realmente um problema. Então, eu vou te dar 5 dicas que me ajudaram a trabalhar este meu medo para que você também consiga escrever melhor e se tornar mais confiante. Continuar lendo “5 Dicas para vencer o medo de escrever”

Desafio Criativo | 5 dicas que ajudam a aumentar a tensão em uma história

Eai, escritores!

Escrever é difícil para um cacete, ainda mais quando estamos no meio de uma obra nova e a maldita criatividade vai embora nos deixando desamparados no meio de uma trama. Quem nunca passou por essa sacanagem?

Uma vez que a minha pessoa é leitora assídua de bulas de remédio e placas de trânsito desde que me entendo por gente, é claro que sei que: Todo escritor que se preze tem que no mínimo comer as palavras no café da manhã com cerveja e vodka sem gelo todo santo dia. Então, darei para vocês umas 5 dicas que sempre me salvam na hora que  estou escrevendo uma nova história.  Continuar lendo “Desafio Criativo | 5 dicas que ajudam a aumentar a tensão em uma história”

NOVOS AUTORES

Olá, Escritores!

A velha rotina retorna e agora 80% recuperada posso andar pelas ruas observando a humanidade, alias, meu hobby preferido. Nas andanças de ontem pelo bairro Liberdade, eu pude claramente ver o porque eu escrevo, e porque isso é tão importante para mim. Escrever é mais do que prática ou como alguns gostam de denominar, “um dom“. Vai um pouco mais além, pra mim o ato de escrever se tornou uma ótima válvula de escape para tudo o que me atormenta ou me magoa. Ultimamente, o que mais vem me magoando é observar a humanidade e reparar como as pessoas andam em passos de formiga, carregando peso invisível em seus ombros, com os olhos extremamente cabisbaixos e tristes, as desigualdades sociais, a política, a falta de respeito e afeto e a necessidade da tecnologia nas mãos ao invés de livros físicos para contemplar.

Por falar em tecnologia e coisas tristes, como vocês preferem fazer uma leitura: Através de um celular, tablet, kindle e etc… Ou vocês preferem o bom e velho livro e a textura das páginas?

Sendo assim, as autoras desta semana são: Continuar lendo “NOVOS AUTORES”

O QUE EU ANDO LENDO?

CONTO
substantivo masculino
LITERATURA
narrativa breve e concisa, contendo um só conflito, uma única ação (com espaço ger. limitado a um ambiente), unidade de tempo, e número restrito de personagens.
Semana passada eu estava na pegada mais poética e bem menininha de 15 anos apaixonada e hoje a pegada é diferente. Hoje eu finalizei: Contos mais que mínimos de Heloisa Seixas. E pasmem… não são contos como estamos acostumados a encontrar por aí, são na verdade CONTOS MINÚSCULOS.

Continuar lendo “O QUE EU ANDO LENDO?”

O lugar em que escrevo

Corpos em formato de mar dão gás as linhas que adiante surgem em formato de redenção. Pés coloridos, ocos e brilhantes transitam pelos espaços que meus textos circulam, hora uma voz começa uma crônica, hora uma boca apoiada em latas de lixo mastigando a fome é tema de uma poesia de tonalidade crua. Ondas acaloradas que escorrem do amontoado de vida bailam de forma nefasta pelo ar que sutilmente me abraça apertado, meu esqueleto se estremece ao contato do vapor quente e úmido, meus lábios salivam um líquido pegajoso, minhas narinas se desplugam e correm para longe e minha mente evapora-se e voa… Continuar lendo “O lugar em que escrevo”

Músicas que gosto de ouvir enquanto escrevo

A arte de escrever não é uma arte muda, o processo criativo sempre vem acompanhado de alguma outra relação artística. Alguns gostam do eterno silêncio da morte para dar vida aos seus textos, outros procuram o caos para recriar o fantástico elo da escrita há tanto tempo perdido.

Eu, particularmente, sou bem emocional e costumo deixar as palavras por mim vazarem de acordo com minhas emotividades e meu belo estado de espírito. Continuar lendo “Músicas que gosto de ouvir enquanto escrevo”