Entrevista com o escritor, Paulo Abe

Paulo Abe possui três livros publicados, sendo Sexo Sagrado finalista da Primeira Maratona Literária do Selo Carreira Literária da Editora Oito e Meio. O conto O Nome de Deus vencedor do 3º prêmio SFX de Literatura e o mais atual, Um corpo divisível, uma autoficção vencedora do Programa Nascente, da Usp.

Um corpo divisível é um conjunto de contos que representa a metáfora do tema problematizado por Paulo Abe em cada uma das narrativas, contadas ao contrário, no revés de um nascimento em que se descobre gêmeo de outro. Do locus inicial, a morte, até a chegada ao ponto de reencontro consigo e com o seu outro: o útero.

Continuar lendo “Entrevista com o escritor, Paulo Abe”

Concursos Literários & Oficina de escrita que vão te ajudar a aperfeiçoar suas técnicas literárias

Agosto se inicia e junto com um novo mês, novas possibilidades de exercitar nossa escrita e explorar as áreas literárias. Tirar as ideias do papel e submetê-las a um concurso literário é uma ótima maneira de começar o mês, ou ainda, aprender novas técnicas para desenvolver um gênero literário é uma oportunidade que não aparece duas vezes na vida. E o mais legal? É que ambos são de graça!

Continuar lendo “Concursos Literários & Oficina de escrita que vão te ajudar a aperfeiçoar suas técnicas literárias”

O velho sábio da estação de trem de, Edson H. Baeta

Pela resenhista, Josi Siqueira

Na ficção temos encontrado frequentemente a história de pessoas que precisam de ensinamentos e direções sobre a vida para se transformarem em pessoas melhores, o que é comumente um reflexo da realidade.

Continuar lendo “O velho sábio da estação de trem de, Edson H. Baeta”

Entrevista com o escritor, Lúcio Pessôa

Depois de ler e resenhar o livro do Lúcio Pessôa: Quase tudo em cinco envelopes, foi a vez de entrevistá-lo e saber um pouco mais sobre o processo de criação do autor e conhecer melhor os bastidores do seu livro e de suas outras diversas obras.

Lúcio Pessôa, foi um baita achado nesse 2019 pra mim. Conhecer melhor o autor e ter me deparado com seu romance, foi uma experiência muito gratificante. Confesso que aprendi muito com a leitura de, Quase tudo em cinco envelopes e indico mil vezes esse livro pra todo mundo que conheço.

Continuar lendo “Entrevista com o escritor, Lúcio Pessôa”

Entrevista com o escritor e musicista, Paulo Sá

Recentemente, publiquei por aqui a resenha do livro de poemas, Cordões de Celofane do escritor e musicista, Paulo Sá. Se você ainda não viu a resenha, você pode acompanhar, clicando bem aqui.

Hoje, trago uma entrevista feita com o Paulo a respeito do seu processo literário e um pouco de sua vida fora da escrita, uma vez que ele também é: ficcionista, redator, trabalhos editoriais, professor de redação, e na música, como guitarrista, compositor, letrista e pesquisador musical.

Paulo Sá, ainda nos trás uma perspectiva do caminho que trilhou até aqui e dá algumas dicas para quem deseja se tornar um escritor, além de nos contar sobre os resultados obtidos após o lançamento do seu livro. Acompanhem:

Continuar lendo “Entrevista com o escritor e musicista, Paulo Sá”

Concursos Literários

Para o escritor, uma das tarefas do percurso da escrita é desenvolver estratégias para melhorar sua produção e principalmente, viabilizar meios de estrear ou estourar com a sua obra. Pensando nisso, os famosos Concursos Literários são um dos meios que alguns escritores buscam para trazer desafios a si mesmos e publicar as suas obras, que as vezes, ficam guardadas por muito tempo na gaveta.

Continuar lendo “Concursos Literários”
O que você gostaria de mudar como escritor?

O que você gostaria de mudar na sua imagem como escritor?

Vocês que são escritores, por um acaso, vocês já pensaram na imagem que vocês passam para os leitores que acompanham o trabalho de vocês?

Já faz um tempo que venho conversando com alguns escritores, tanto os que estão no ramo já faz um tempo, tanto os que estão começando agora e unanimemente, as queixas são sempre as mesmas. “Meu livro é muito bom, só que não sei como atrair os leitores. “Publiquei um livro pela editora x, mas eles não ajudam em nada na divulgação”. “Só quem lê as coisas que eu posto nas minhas redes sociais, são os amigos mais próximos”.

Continuar lendo “O que você gostaria de mudar na sua imagem como escritor?”

Os 5 erros que todo escritor comete no Facebook

Recentemente eu resolvi voltar para o Facebook e sondar o que estava acontecendo no universo literário por lá. Nessa, acabei entrando em diversos grupos de escritores e me deparei com a mesma coisa em TODOS eles.

Os escritores sempre cometem os mesmos erros na hora de:

  • divulgar o seu livro
  • atrair mais leitores
  • compartilhar um texto do qual ele acabou de escrever

Então, resolvi escrever sobre os 5 erros mais comuns que os escritores cometem e como você escritor, pode evitá-los, caso você utilize esta mídia para divulgar o seu trabalho.

Continuar lendo “Os 5 erros que todo escritor comete no Facebook”

Como melhorar seu texto literário? Part 1

Rondando pelas mídias sociais e até aqui mesmo, no mundo dos blogs, tenho visto várias pessoas que escrevem um texto qualquer e logo em seguida o publicam, sem nenhuma revisão. Mediante a estas publicações, percebo pelos comentários que os leitores ficam incomodados se percebem muitos erros em um texto, principalmente se forem erros ortográficos ou gramaticais. Por isso, vou expor aqui quais são os principais pontos de revisão e como proceder para garantir maior qualidade para seus trabalhos.

Continuar lendo “Como melhorar seu texto literário? Part 1”

Carta para meu autor favorito

Buk,

Minha cueca está rasgada na bunda e o tecido da cadeira de plástico faz suar o buraco mais escuro. Há dias venho acordando cedo pra caralho para produzir coisas, editar coisas e falar com pessoas que não conheço. Todo santo dia eu vejo Carolina se vestir de forma apressada entre 6:50 e 7:10 da manhã, enquanto eu tenho os raios de sol inundando minha janela que nunca é fechada durante a madrugada. É sempre o mesmo ritual de calejar os dedos martelando em teclas pequenas, encarar a página em branco, olhar pela janela, obsevar o topo das casas e dos prédios, ouvir os motores arrancando de lá pra cá e beber dúzias de cervejas pretas vencidas.

Continuar lendo “Carta para meu autor favorito”