Alda Santos

Quando não estou em mim, de Alda Santos

A semana havia sido agitada, meu cérebro trazia uma sobrecarga psíquica enorme, o corpo doía como se tivesse sido castigado, eu andava descrente de tudo, a única coisa que eu tinha certeza era de que havia uma pilha de poemas novos para ler…

Cada poema de, Alda Santos é como uma espécie de viagem que fazemos para dentro de nós e desejamos nunca mais voltar para a superfície da realidade. A autora consegue proporcionar através de poemas e prosas poéticas, um contato diferente com o universo.

Continuar lendo “Quando não estou em mim, de Alda Santos”

Resenha | A garçonete e o publicitário

Título: A garçonete e o publicitário
Autor: Angelo Asson

IMPRÓPRIO PARA MENORES

Eu trazia uma pequena porção de dor no útero quando decidi encostar minha coluna de forma meio torta nos assentos que ficam acima dos trilhos, rumo a localização: São Joaquim. Eram 16:24 quando toquei na expessura do pequeno livreto de, Angelo Asson.

Impróprio para menores com destaque em tipografia em branco com um fundo vermelho. Um belo destaque. Pensei que seria legal sentir um comichão no interior das calças enquanto os trilhos aos meus pés se difundiam. Continuar lendo “Resenha | A garçonete e o publicitário”

O QUE EU ANDO LENDO?

CONTO
substantivo masculino
LITERATURA
narrativa breve e concisa, contendo um só conflito, uma única ação (com espaço ger. limitado a um ambiente), unidade de tempo, e número restrito de personagens.
Semana passada eu estava na pegada mais poética e bem menininha de 15 anos apaixonada e hoje a pegada é diferente. Hoje eu finalizei: Contos mais que mínimos de Heloisa Seixas. E pasmem… não são contos como estamos acostumados a encontrar por aí, são na verdade CONTOS MINÚSCULOS.

Continuar lendo “O QUE EU ANDO LENDO?”

Filme curador de ressaca

Os olhos não concedidos são diamantes. A altura não concedida são egos. As pernas não concedidas são caldas. O rosto não concedido são erotismos sexuais. A boca não concedida são ânus cabeludos e cheirosos.

PELES. Filme de, Eduardo Casanova

Ano: 2017

Duração: 77 minutos

Gênero: Dramas, Filmes estrangeiros

Continuar lendo “Filme curador de ressaca”

Filmes da Madrugada

Quarta-feira, 03:45 da madrugada.

O corpo cansado, fadigado pelo dia exaustivo do cotidiano. Aula maçante na faculdade, horas a fio no transporte público, uma fome que dilacera a alma e a expectativa de dormir solenemente após um dia cansativo.

Esse era o plano. Esse era meu maior sonho da vida. Mas não, absolutamente NÃO!

Nessa madruga eu assisti três filmes aleatórios no Netflix, imaginando eu que logo após o início do primeiro eu teria a grande sorte de capotar num sono profundo e despertar só hoje pela manhã, ‘’sonho meu’’. O primeiro passou, o segundo veio, e o terceiro rodou e incrivelmente eu ainda estava pilhada. Senhor… dai-me sono eterno.

E os indicados a insônia de 2017 são:

Continuar lendo “Filmes da Madrugada”

Filmes da Madrugada

Quando a insônia toma conta do ser da gente e a mente não desliga, mesmo não estando na tomada, o que fazer?

Bem, eu geralmente costumo assistir alguma coisa para ver se chama o sono e eu consiga dormir tranquilamente antes que eu enlouqueça pôr estar a três dias sem dormir por causa dessa maldita descarga de 220v anti-sono que me ronda como um fantasma.

Nessa madrugada eu resolvi assistir 3 filmes da minha lista no Netflix e deixo de indicação aqui para vocês as escolhas de meu pequeno acervo, caso vocês venham a ter uma leve insônia ou estejam à procura de algo novo para ver sem ter que passar horas à procura de alguma coisa descente para assistir.

E os indicados a insônia de 2017 são:

Continuar lendo “Filmes da Madrugada”

Ratona de Biblioteca

SABADÃO. CERVEJÃO. PEGAÇÃO. (LITERATURA)

Hoje além de ser dia de encher a cara tomando vários corotes sabor pêssego e passar o rodo em quem soltar um suspiro mais ofegante do lado da gente, também é dia dar uma lidinha em alguma coisa só para aquecer um pouco o cérebro.

Baboseiras à parte, trago hoje aqui uma nova saga espacial pica das galáxias. A jornada: Ratona de Biblioteca. Que nada mais é do que três indicações de livros aleatórios que eu costumo dar uma xeretada quando eu passo minhas tardes nas bibliotecas de São Paulo. Trarei a ficha catalográfica, o sumário, para vocês saberem quais os temas abordados nas obras e uma breve descrição.

OBS: Não trarei aqui resenhas enormes sobre os livros que leio nas bibliotecas, se não fica um artigo muito extenso e cansativo. Caso vocês queiram que eu faça uma resenha mais detalhada com minha opinião sobre cada obra, peça nos comentários que a gente dá uma negociada depois.

Continuar lendo “Ratona de Biblioteca”